As vacinas COVID19 são seguras?



A vacina experimental contra COVID é segura?


Os documentos apresentados aqui fazem parte da apresentação em anexo que a Drª Maria Emília Gadelha Serra apresentou na audiência pública no estado do Rio Grande do Sul.

O documento apresentado no próprio site da ANVISA com o parecer público sobre as vacinas experimentais contra a COVID 19, bulas das vacinas, reportagens de mídias sobre assuntos relacionados e as suas contradições e parecer técnico do Ministério da Saúde..

O que vemos nessa apresentação é um monte de informações desencontradas sobre a eficácia e as reações desconhecidas relatadas por muitas pessoas. Qual o real motivo da omissão desses relatos pela mídia tradicional? Porquê as autoridades e representantes dos órgãos federais não participam de audiências públicas e respondem questionamentos de médicos e pesquisadores sobre essa vacina? Convidamos você a ler o material e se questionar sobre aquilo que estão querendo te obrigar a tomar sem esclarecer as suas dúvidas.






MaterialDrªMariaGardelha
.pdf
Download PDF • 15.90MB



https://consultas.anvisa.gov.br/#/medicamentos/25351023179202157/


Anvisa
.pdf
Download PDF • 1.43MB


“3.2.3 Avaliação de eficácia, segurança e imunogenicidade no estudo de fase 1/2/3_C4591001 O C4591001 é o estudo pivotal de Fase 1/2/3 que está em andamento com avaliação de adultos, adolescentes e crianças. Esse é um estudo randomizado, multinacional, controlado por placebo, cego para o observador, de determinação de dose e de seleção de vacina candidata e estudo de eficácia em indivíduos saudáveis.”


“Uso pediátrico

A segurança e a efetividade da BNT 162 b 2 em participantes 16 anos de idade não foram estabelecidas no momento da solicitação de registro. Um estudo mais aprofundado do uso pediátrico da vacina e/ou estudo de transferência

imunológica estavam planejados para caracterizar a resposta da vacina em crianças."


"Uso durante a gravidez e a lactação Mulheres que estavam grávidas ou mamentando não eram elegíveis para participar do estudo CA 459100.1 Na data de corte dos dados do estudo C 4591001 um total de 23 participantes relatou gravidez na base de dados de segurança, incluindo 9 participantes que se retiraram do período de vacinação do estudo devido à gravidez Essas participantes continuaram a ser acompanhadas para avaliação de desfechos da gravidez Porém, os dados disponíveis sobre a administração de BNT 162 b 2 em mulheres grávidas são insuficientes para informar riscos à gravidez associados à vacina."



Pfizer - Bula do Paciente -(Vacina Comirnaty da empresa Wyeth Farmacêutica Ltda, do

grupo Pfizer – Registro concedido em 23/02/2021)

https://consultas.anvisa.gov.br/#/medicamentos/25351023179202157/


“Crianças e adolescentes : Não se recomenda a sua utilização em crianças com idade inferior a 12 anos.

Interações medicamentosas:

Essa vacina não foi avaliada para uso concomitante, ou seja, no mesmo dia ou junto

com outra vacina.

Gravidez e amamentação:

Se você está grávida ou amamentando, acredita que pode estar grávida ou está

planejando ter um bebê, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de receber esta vacina. Esta vacina não deve ser usada por mulheres grávidas, ou que estejam

amamentando, sem orientação médica.”

“Crianças e adolescentes

Não se recomenda a sua utilização em crianças com idade inferior a 12 anos.

Interações medicamentosas. Essa vacina não foi avaliada para uso concomitante, ou seja, no mesmo dia ou junto com outra vacina.

Gravidez e amamentação

Se você está grávida ou amamentando, acredita que pode estar grávida ou está planejando ter um bebê, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de receber esta vacina. Esta vacina não deve ser usada por mulheres grávidas, ou que estejam amamentando, sem orientação médica.”


https://consultas.anvisa.gov.br/#/medicamentos/25351023179202157





https://sbim.org.br/images/files/notastecnicas/sei ms 0021464579 nota tecnica gestantes.pdf





Essa é uma pequena parte do trabalho de pesquisa da Dr. Maria Emilia Gadelha Serra, abra o material e verá muito mais. Após a leitura faça uma reflexão sobre o assunto.





DRª Maria Emilia Gadelha Serra

CREMESP 63451

• Pós Graduada em Perícias Médicas

• Presidente da Sociedade Brasileira de Ozonioterapia Médica (SOBOM).

• Membro do Comitê de Produtos Naturais do Consórcio Acadêmico Brasileiro para a Saúde Integrativa (CABSin).

• Membro do Conselho Consultivo da Frente Parlamentar Mista em Defesa das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde desde 2020

• Diretora Médica do Alpha Group Medicina Integrativa

• Coordenadora do Curso de Medicina Integrativa da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Estudo na Área da Saúde (FAPES), São Paulo, Brasil



































570 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo